este post da continuidade ao assunto iniciado na terceira parte deste guia para iniciantes.
Falaremos a respeito das estruturas de controle,anteriormente falamos sobre o if e o else , agora falaremos sobre mais algumas estruturas.

 

php

Estruturas de controle
elseif
Esta instrução é  usada quando temos varias condições a serem testadas,no post anterior havia apenas duas  codições, delas apenas uma era testada,se nao for uma, a outra nem precisaria ser testada pois seria ela verdadeira.
EX:
<?
$idade = 142;
$nome = “rafafa”;
if(($idade >= 18) and ($idade < 60)){
echo “$nome tem $idade,portanto é maior de idade<br>”;
}
elseif($idade < 18){
echo “$nome tem $idade,portanto é menor de idade<br>”;
}
elseif(($idade > 60) and ($idade < 130)){
echo “$nome tem $idade,portanto é maior de idade e tem prioridade<br>”;
}
else{
echo “Voce esta realmente vivo?<br>”;
}
?>

como mostra o exemplo acima, treis condições são testadas ,o primeiro if testa se a idade é maior que 18 e menor que 60, ali eu usei o operador  and ,este determina que ambas as condiçoes devem ser verdadeira para haver um retorno verdadeiro,(veja o quadro abaixo),se esta nao for verdadeira a proxima condição sera testada,assim vai até que uma condição seja verdadeira. È altamente recomendavél que você coloque um else como opção caso nenhuma condição seja verdadeira.

for
O for é um laço condicional, ele precisa de treis parametros como mostrado a seguir:
for(inicio; condição; incremento){comandos …}
Ao inicio do loop do for o valor de inicialização é comparado a condição, se a comparação retornar falso, ele executa os comandos e faz o incremento
EX:
<?
for($num= 1; $num < 100; $num++ )
{
echo “$num – “;
}
?>

 

no exemplo acima for recebe a variavél $num=1 na inicialização, e uma condição $num < 100 e um incremento$num++ , esta variavel vai sendo incrementada até que seu valor chegue a 100 então o bloco for para.No bloco de código do for que é executado a cada loop, eu coloquei código  nele que exibe o valor da variavél $num, se em cada loop ela é incrementada este codigo coloca na tela  numeros  de 1 a 100;
while
O while é outro laço, similar ao for, sua sintaxe é mostrada a seguir
while(condição){ comandos… }
a diferença é que ele só recebe o parametro de condição, a inicialização deve ser feita antes de chamar o comando, e a incrementação deve ser feita dentro do seu bloco de código. Veja no exemplo abaixo como  é facil fazer a adaptação do código usado no for para o while
EX:
<?
$num = 1;
while($num < 100)
{
echo “$num – “;
$num++;
}
?>

 

Observe no exemplo que temos aqui todos os elementos de for, no entanto eles são declarados em diferentes pontos.
O for tambem aceita apenas uma condição  como o while,de uma maneira geral eles são “farinha do mesmo saco”,e não existe vantagem de um emcima do outro, veja o exemplo abaixo onde eu converto o for em whileapenas por omitir a inicialização e o incremento.
EX:
<?
$num = 1;
for(; $num < 100;) /* é o mesmo que while($num < 100)*/
{
echo “$num – “;
$num++;
}
?>

 

do while
o do é um complemento ao while, tambem não é indispensavél, na verdade ele é uma instrução que se não for usada junto com o while  é executada atomaticamente,enquanto temos o seguinte no while:
while ($num < 100) { $num++};
*enquanto (esta condição for verdade) { fazer isto}
já no do while temos o mesmo, veja abaixo no exemplo,que o do é uma instrução que é dispensavél na maioria das vezes
do{$num++} while($num < 100)
*{fazer isto} enquanto (esta condição for verdade)
embora o do-while,while e for parecem ser a mesma coisa, as vezes eles pode ser um melhor do que o outro dependendo do caso,cabe a você avaliar a situação e sempre pensar em manter seu código o mais limpo possivél, ao final deste guia eu deixarei dicas de desempenho e qualidade de produção e sugiro que você as siga.
switch
Este comando é similar ao elseif,porem com uma sintaxe totalmente diferente, veja abaixo a sintaxe deste comando:
swtch( variavél){
case 0:
instruções..
break;
case 1:
instruções…
break;
case 2:
instruções…
break;
default:
instruções…
}
Este comando pega o valor de uma variavél e a compara com as opções existentes,aquela que corresponde ao valor da variavél tem seus comandos executados,a instrução break; dis que o comando chegou ao fim,e não é mais necesario executar nenhuma comparação, já o default é o mesmo que o else em uma estrutura else-if, ele é executado caso nehuma opção seja verdadeira.
Embora haja similaridade com outro comando o switch tem suas vantagem, por exemplo para organizar  funções de menus, veja um exemplo de uso logo abaixo:
EX:
<?
$num = 3;
switch($num)
{
case 0:
echo “opção $num selecionada”;
break;
case 1:
echo “opção $num selecionada”;
break;
case 2:
echo “opção $num selecionada”;
break;
default:
echo “opção nao  reconhecida”;
break;
}
?>

É isso ae gente, isso encerra a parte de controle de fluxo, na próxima parte falarei sobre  as instruções break, continue e outos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *